pingo d’água

28 Olho para as minhas mãos: elas são um pingo d'água Olho para os meus pés: eles também são um pingo d'água Meus cabelos, todos os fios: apenas um pingo d'água Meu peito logo também se transforma em um pingo d'água Olho pra dentro... Olho pro meu coração Ele é apenas um pingo d'água Meus... Continuar Lendo →

Anúncios

A Vida Antes da Internet

Você se lembra da vida antes da Internet? Eu não sei dizer se as pessoas eram mais felizes sem ela, mas elas pareciam bem felizes. Ansiedade, exposição, a perda do frio na barriga. Vem refletir comigo aqui nesse texto.

Desligando os motores

Você já parou pra pensar na complexidade do organismo humano? Já parou pra olhar suas próprias mãos? Já aproveitou pra ficar em silêncio consigo mesmo, apenas ouvindo o batimento de seu próprio coração? Já se concentrou na sua própria respiração enquanto esqueceu de todo o mundo lá fora? Já encontrou seus próprios anjos dentro de... Continuar Lendo →

Há quanto tempo escondes tua dor?

Creio que escondemos nossas dores, nossos sofrimentos e decepções por acreditarmos que eles são passageiros. Que passarão num piscar de olhos, estando presentes quando vamos dormir e desaparecendo pela manhã antes mesmo de bebermos nosso café. 'Esconder' parece ser a coisa certa a fazer! Não queremos nos revelar ao mundo como seres frágeis. Não queremos... Continuar Lendo →

Sobre derrubar elefantes

Nada pode ser mais contraditório do que uma tentativa de se reafirmar na medida de suas próprias inseguranças. O mundo é forte demais para assegurar algo para os fracos, por mais bondoso que ele possa ser às vezes. O mundo gira para que tu se torne mais forte: ele precisa ser conquistado todos os dias,... Continuar Lendo →

O todo e o nada

Eu costumava olhar para o todo. Vez ou outra o todo olhava para mim, ria de mim. Vez ou outra o todo me respondia, dizendo que eu não estava enxergando tudo que havia. Daí, passei a olhar para o nada. O nada também começou a olhar para mim e rir de mim. Vez ou outra... Continuar Lendo →

adeus

Queria não ter aberto aquela porta, nem ter lhe dado as chaves dela. Queria não ter aberto meu bem mais precioso, tudo o que eu tinha antes e meu único método de autodefesa: meu coração. Queria não ter lhe emprestado nada... Nem minha vida, nem a blusa que minha mãe fez, nem meu tempo.  Queria... Continuar Lendo →

Perder ‘senza peccare’

Algo se perde E outro algo se encontra Somos aquilo que se perdeu? Ou somos aquilo que encontramos? E onde nos procuramos? Onde nos encontramos? Onde nos perdemos? Em lugar algum... Que não seja dentro de nós mesmos!   Nada se perde Onde tudo se encontra Assim como nada se encontra Onde tudo se perde... Continuar Lendo →

Dos tomates e de nossa natureza

Me disseram uma vez que 'a grama não se esforça para crescer, ela simplesmente cresce'. Andei pensando sobre os tomates que crescem por aí e pelas frutas que caem das árvores quando estão prontas para serem devoradas. Elas não estão se esforçando. Elas simplesmente estão seguindo sua natureza. Apanhei um tomate na geladeira. Ele é... Continuar Lendo →

Teste.

Vou lhe dizer algo que pode não parecer a coisa mais legal do mundo: sempre teste ao outro. Você nunca sabe quem alguém é ou o quão longe a pessoa está disposta a ir sem que você a teste. Você nunca precisará testar alguém em quem confie! Nós, desconfiados por natureza ou obcecados em confiar... Continuar Lendo →

Se dê ao direito de ser EGOÍSTA

Tenho pensado em excesso sobre os outros, tenho me preocupado em demasia com eles tão somente pelo fato de que eu deveria ser 'mais altruísta'. Foi algo que botei na minha cabeça há algum tempo. Tenho deixado de me divertir aos fins de semana, pois, pelos outros, acabo derramando água na minha chope. Você já... Continuar Lendo →

400.

400. Esse é o número dessa postagem. Antes dela, postei 399 textos. Depois dela, talvez eu escreva mais 600. Não quero fazer muito alarde, quero somente agradecer a todos que gastaram um pouco de tempo de suas vidas para acessarem ao blog. O blog nunca foi operado buscando fins lucrativos e por anos tem sido... Continuar Lendo →

Sinta-se completa

Ei, por onde anda procurando as peças suas que você julga faltarem? As procura pelos bares, pelos becos, pela cidade inteira... Mas ao menos sabes pelo quê procuras? Pois tu andas por aí, com esse ar de desinteresse como se não estivesse procurando pro absolutamente nada... Mas eu percebo teus olhos à espreita, como se... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑