Não respire o ar que te oferecem

mesmoar

Eu andava pela rua e pensava no quanto estávamos unidos pela respiração. Quero dizer… Vivemos em uma atmosfera na qual todos nós precisamos do ar de cada dia. As pessoas o respiram, mas elas não o concebem, não o apreciam, não o contemplam e são arrogantes demais para agradecer por ele.

Então cheguei a uma conclusão: O ar que um respira não é o mesmo do que o outro. Cada um respira seu próprio mundo e transpira sua própria energia. Eu não estava disposto a respirar o ar que me diziam ser certo. Eu respirava o meu próprio ar, talvez até o criasse.

Parece arrogância, mas não é. Em um mundo no qual você aceita o ar que lhe oferecem, você deixa de respirar o teu próprio. Se tu não usa teus próprios pulmões, ele não existem. São apenas um acessório. Quem vive dentro de si mesmo, procura o seu próprio ar.

Anúncios

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s