É melhor um nada sincero do que um “algo” com as garras afiadas

maravilha

Você pode tentar fazer algo sem propósito, pode até conseguir fazer algo sem a menor motivação, mas, assim, você não realizará nada. Da mesma maneira, um homem precisa de um coração para poder amar e de um cérebro para poder odiar. Se você está tentando fazer algo e aquilo não tem influência nenhuma em seu ser, se afaste – abruptamente ou sorrateiramente.

Não se renda ao ostracismo, ao tédio, não se renda a uma vida sem propósito. Quando as coisas derem certo, adote uma postura. Quando elas derem errado, adote a mesma postura. Seja você mesmo, em todas as situações. Aqueles que não o entenderem, provavelmente não exploraram a si o suficiente para tentar conhecê-lo. Aceite isso a cada respirada. No fundo, o outro não faz a menor diferença.

Se você não ficar com as pernas bambas, se seu batimento cardíaco não acelerar e você nem ao menos sentir seu estômago sendo revirado de dentro para fora, você não está fazendo nada que precise ser feito. E se está fazendo algo sem o menor propósito, qual é o ponto em fazê-lo? Sou um grande defensor da preguiça em face das ações desconcertantes. Para fazer algo que não fará a menor diferença em mim, tenho a natureza de preferir não fazer nada. É melhor um nada sincero do que um “algo” com as garras afiadas. Elas cravarão tuas costas, pode ter certeza.

Anúncios

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s