Ensaio sobre o presente, o alto da montanha & frutas devoradas

  Primeiramente, sei que esse texto não vai fazer sentido para 95% dos que lerem, mas eu não poderia deixar de publicá-lo. Também sou da teoria de que quando algo é escrito sob forte emoção, suas palavras não devem ser revisadas. Se alguém compreender a intimidade das palavras que proponho a seguir, não deixe de entrar... Continue lendo →

Anúncios

Páginas amassadas & portas que se abrem nas madrugadas

Eu bati sua porta às três da manhã. Demorou algum tempo para que ela abrisse. Estava eu completamente louco ou era apenas impressão minha? Luzes acenderam, a porta abriu e eu não disse nada. -Anderson, tá tarde pra caralho! Eu não disse nada por alguns segundos. Ela estava com uma camisola azul bebê e eu... Continue lendo →

O último dia – Por Aline Santos Mendonça

Me perdoe pelo momentâneo ataque de ingratidão, mas, só por um dia, eu queria conseguir esquecer de tudo. Esquecer quem são meus pais, meus amigos, meu namorado e conhecidos. Por um dia, queria não lembrar sequer quem é meu irmão. Esquecer-me também de onde moro, os lugares que frequento, toda aquela baboseira da faculdade e até mesmo de como gosto do meu café.

Sonhos calados

Eu continuo tendo esse sonho com você, pois de que outro material seriam feitos os meus sonhos senão do calor do teu peito? Me pergunto se você sabe que me manda esse calor ou se sabe mesmo de onde ele vem. Mas eu sonho, sonho porque você me permite. Não com palavras, não com gestos,... Continue lendo →

Ela tinha um nome bonito, mas…

Ela tinha um nome bonito mas...Eu não sou mais capaz de dizê-lo. Queria que minha vontade não fosse a de subir no alto de uma montanha e gritá-lo, só para ver se ela ouviria. Também não consigo pensar naquele nome sem que outra parte do meu coração seja tomada. Chego a conclusão que parar de... Continue lendo →

Vá para a natureza

Você não compreende verdadeiramente a vida em sua essência enquanto não conhece a natureza. Dito isso, apanhe apenas as coisas necessárias, esqueça seus cigarros, suas cervejas e os seus problemas e simplesmente vá em direção a natureza. Procure uma floresta, procure um lugar silencioso com a companhia das árvores. Tire o seu calçado e sinta... Continue lendo →

Quando você é pego desprevinido

Quando eu fui dormir, já estava claro. E eu não dormi muito, parecia apenas ter piscado os olhos. Quando eu acordo, faço o café e acendo um cigarro. Fiz o café, mas senti falta do café dela. Acendi um cigarro, mas senti falta do jeito que ela docemente roubava alguns dos meus cigarros pela manhã... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑