O último dia – Por Aline Santos Mendonça

texto aline

Pessoal, algo um pouco diferente acontece hoje! O texto abaixo é da colega Aline Mendonça. Quando ela me mostrou o material, não tive outra escolha que não fosse postar aqui para o deleite de vocês. Esse é o primeiro conteúdo de outros autores publicado aqui no blog! Espero que gostem:

Me perdoe pelo momentâneo ataque de ingratidão, mas, só por um dia, eu queria conseguir esquecer de tudo. Esquecer quem são meus pais, meus amigos, meu namorado e conhecidos. Por um dia, queria não lembrar sequer quem é meu irmão. Esquecer-me também de onde moro, os lugares que frequento, toda aquela baboseira da faculdade e até mesmo de como gosto do meu café.

Acordaria com o sol nascendo e com o café na cama, sairia do edifício e começaria a vagar ser pretensões pela rua. Sendo quem quer que eu realmente seja. Apenas vivendo, sem corresponder a expectativas, sem obrigações, sem uma imagem a manter. Sem tentar agradar uma pessoa que seja.

Eu provavelmente iria a alguma livraria e passaria bons minutos ali. Comeria a sobremesa antes da refeição. Ficaria a andar pelo centro da cidade a apreciar músicos e artistas de rua enquanto aproveitaria a oportunidade para comentar como estranhos o quanto a arte me encanta em todas as suas formas, e assim nasceriam novas amizades. Choveria um pouco pela tarde para que depois eu pudesse pular em poças, como amava fazer quando criança.

No pôr-do-sol eu daria um jeito de ir à praia ou a algum ponto alto da cidade. Amo assistir ao entardecer. Meus sentimentos vibram em sensações tão diferentes quanto as cores espalhas pelo céu ao tempo em que fico a observar todo aquele concerto – como aquela vontade azul escuro querendo preencher o céu por completo com a chegada da noite.

Eu poderia até vagar pela cidade, conhecer seu cinema local, ou sair pra dançar com outros estranhos, mas nas ultimas horas eu voltaria para um lugar de paz e ainda estaria olhando para o céu. Sempre olhando para cima. Vendo, nas estrelas, sonhos a serem realizados. E, como um clique, meus olhos se fechariam pela última vez. E fechariam sorrindo.

Anúncios

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s