Eu NÃO quero um amor de cinema

monogamia

Não. Eu não quero frases feitas, buques de rosas e gestos repetidos do cinema. Eu não quero viver nada que já tenha passado em uma tela, não quero nada pensado ou encenado. Eu quero o impulso e o sangue correndo nas veias. Quero o encaixe perfeito e todos os defeitos que o amor tem. Eu quero a coisa real. Eu quero a respiração do dia a dia. O amor não é algo que pode ser transmitido, é algo que deve ser sentido.

Não quero um amor brega daqueles que passavam na Sessão da Tarde. Quero muito mais. Quero os dias bons e os dias ruins. Os momento excitantes e os momentos de tédio de domingo. Parando pra pensar, esses romances de cinema sempre foram incompletos.

Anúncios

Um comentário sobre “Eu NÃO quero um amor de cinema

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s