Calma, são apenas peitos (e não um convite)

23e23e

Calma. São apenas peitos! Sim, são lindos – eu concordo, mas você não precisa virar a cara quando eles estiverem passando na rua como se fosse a primeira vez que você visse um par de peitos na sua vida. Sim, eles podem ser a sétima maravilha do mundo, mas você não precisa assobiar e nem falar alguma asneira. Por trás daquele lindo par de peitos que você encarou enquanto esperava o metrô ou apanhava o jornal no banco da esquina há um ser humano. Sim, um ser humano.

São apenas peitos. Sim, são maravilhosos... Mas não seja esse cara!

São apenas peitos. Sim, são maravilhosos… Mas não seja esse cara!

Calma! Podem estar passando os peitos mais lindos do mundo na sua frente e tudo bem que “olhar não arranca pedaço”, mas aquele par de peitos talvez não tenha saído de casa apenas pra que você bote os olhões neles como se fossem um pote de ouro no final do arco-íris. Aqueles belos e maravilhosos seios não estão te convidando pra dançar.

“Mas você é um hipócrita… Vai dizer que você não olha…”

Sim, meu caro amigo. Eu também olho. Olho discretamente, quando possível. Quando eu era um adolescente desmiolado encarava um par de peitos sem o menor pudor. Nunca pensei que isso deixasse as mulheres desconfortáveis. A hipótese nem se passava pela minha cabeça. Mas a gente cresce, muda, evoluí!

“Mas… Mas… Toda mulher gosta de…”

Toda mulher gosta de se sentir mulher. Não há nada de errado na mulher se achar gostosa ou ter o desejo de se sentir gostosa. É um direito dela, meu caro. A questão é que a teoria de que a mulher passa na frente da construção só pra ouvir o assobio do pedreiro já foi derrubada há muito tempo, não é mesmo?

Você chama a mulher de gostosa. Chama sim! Chama quando ela permite que você chame. Chama quando ela quer que você a chame de gostosa. Você não tem o menor direito de encarar aquele par de peitos que você vê na rua como um “convite”. O único convite que você tem é o convite de ficar caladinho. E não pense que eu estou lhe dando uma lição de moral. O convite se estende a mim também. Se estende a todos nós.

“Mas…”

Sem “mas”. Todos nós temos desejos, todos nós temos vontades. Infelizmente, nem todos nós temos bom-senso.

Não, cara... Simplesmente não!

Não, cara… Simplesmente não!

Então… Na próxima vez em que você avistar um belo par de seios volumosos e encantadores, trate aquela pessoa que está por trás deles (lembrando: há de fato um ser humano atrás dos peitos) como um ser humano, não como um objeto fabricado para o seu desejo. Não é assim que as coisas funcionam.

NÃO!!!

(sim, um “Não” com três pontos de exclamação).

A mulher se veste como quiser e isso não significa que ela esteja se vestindo assim pra você. Os seios perfeitamente distribuídos não são um convite, nem a minissaia curtinha. Nada, meu amigo… Nada justifica-se como um convite para a ignorância, a não ser que a ignorância esteja tão enraizada na sua cabeça que você tenha perdido a capacidade de contê-la.

 

banner fan page

Anúncios

2 comentários sobre “Calma, são apenas peitos (e não um convite)

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s