Lhe desejo o suficiente

lhe desejo o suficiente

Estava no aeroporto um dia desses, embora não tivesse nenhum avião para apanhar. Eu gostava de ir até o aeroporto, pegar um café amargo e sentar-me em uma posição confortável, ouvindo e observando as pessoas ao meu redor.

Ouvi um pai, uma mãe e uma filha conversando em seu momento de despedida. Quando foi anunciada a partida do avião da filha, perto da entrada, o pai virou-se para ela, tocou-a em seu braço com carinho e disse:

-Te amo e lhe desejo o suficiente!

-A vida que vivemos juntos tem sido mais do que o suficiente. A presença do amor é tudo o que sempre precisei. Lhe desejo o suficiente, pai. E a você também, mãe. – disse a filha.

Dito isso, aos beijos e abraços, ela partiu.

A mãe perambulou um pouco pelo aeroporto e então caminhou em direção à janela na qual eu estava sentado. Eu era capaz de enxergar a necessidade ao pranto naquela mulher. Ainda que eu tivesse tentado não invadir a privacidade daquele momento, ela se aproximou de mim, olhou em meus olhos e perguntou:

-Você já disse adeus para alguém que ama sabendo que seria para sempre?

Sem muita cerimônia e sem muito alarde, lhe respondi:

-Sim, eu já disse! – passando a refletir sobre a infinidade de despedidas amorosas que eu já tive em minha vida. Provavelmente nenhuma de minhas despedidas, entretanto, parecia tão forte e delicada como aquela.

-Desculpe-me a invasão… – indaguei – Mas é mesmo um adeus para sempre?

-Estou velha e ela mora muito longe de mim. Estou passando por uma série de problemas de saúde e já aceitei o fato de que a próxima viagem de minha filha para cá será para o meu funeral. – respondeu a mãe, enquanto continha as lágrimas em seus olhos, impedindo que elas saíssem.

Dei o último gole em meu café e passei a encarar o copinho térmico branco, sentindo-me incapaz de dizer algo que pudesse reconfortar aquela mulher. Mesmo assim, ela continuava ali.

-Eu ouvi vocês se despedindo… – disse então à ela – Eu ouvi a frase “Te desejo o suficiente”. Posso perguntar o que isso significa?

Pela primeira vez, vi o sorriso daquela mulher.

-É um desejo que tem sido passado de geração por geração em nossa família. Meus pais costumavam dizer isso o tempo todo, para todo mundo. – respondeu a mãe, forçando um pouco a vista como se estivesse tentando se lembrar de alguma coisa – Quando dizemos ‘te desejo o suficiente’ estamos desejando que a outra pessoa tenha uma vida cheia de coisas que a sustente.

Eu não tinha mais nada a dizer. Ela, tampouco.

Desajeitadamente, ela passou a mexer na bolsa dela. Tirou um livro, entregou-o em minha mão.

-É um presente! – disse ela – Lhe desejo o suficiente!

-Obrigado! – eu respondi – Lhe desejo o suficiente também.

O livro tinha uma página marcada e eu imediatamente me deparei com ela ao abri-lo, sem nem consultar o título ou o autor do livro. Na página marcada, havia um pequeno poema circulado em caneta vermelha, que dizia:

“Lhe desejo suficiente sol para manter sua atitude iluminada.
Lhe desejo suficiente chuva para apreciar o sol ainda mais.
Lhe desejo suficiente felicidade para manter seu espírito vivo.
Lhe desejo suficiente dor para que as menores alegrias da vida pareçam muito maiores.
Lhe desejo suficiente prosperidade para satisfazer suas vontades.
Lhe desejo suficiente perda para apreciar tudo que você possui.
Lhe desejo suficiente ‘olá’ até que chegue ao seu final adeus”

Nota do autor: O presente conto foi inspirado no texto homônimo ““LHE DESEJO O SUFICIENTE”: A HISTÓRIA DE UMA FRASE DE DESPEDIDA DE PAI E FILHA NUM AEROPORTO”. O texto original pode ser lido aqui. A citação ao final é de Bob Perks.

Anúncios

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s