O amor em sigilo é o maior pecado

465465465

Hoje, as pessoas amam em segredo. Sem flores, composições ou uma fita mixada com músicas sertanejas recheadas da ‘breguice‘ (palavra que vem do brega e que eu acabei de inventar). Há, dentro do amor sentido, tão somente um segredo. As pessoas querem esconder o amor que sentem. Que tolice, penso eu, enquanto vejo todas elas separadas de seus amores!

Quando amares, não perca teu tempo com segredos. Exponha tua alma – e o teu coração – ao céu, aos quatro cantos do mundo, ao universo. Não guarde ou sussurre dentre ouvidos alheios, o amor que tu sentes. Amor não é sigilo. Amor é confissão.

Quando amares, simplesmente ame. Faça barulho. Se fosse pelo silêncio, todo mundo viveria de amor próprio, pois é no silêncio que aprendemos a amar a nós mesmos. Quando tu amas, tu não consegue manter o sigilo. Gritas por todos os cantos que não amas, por vezes, como se tu pudesses enganar o amor. Logo, descobre que não consegues fazê-lo. Então, tão verdadeiramente quanto amou, simplesmente sofre.

Não tente enganar o amor, fugir dele ou ludibriá-lo. Não tende escandalosamente mantê-lo em sigilo. Quando tu o fazes, entras em pecado. Não contra a bíblia (seja qual for a bíblia que tu eventualmente segues), nem contra teu deus (seja lá qual dentre os tantos tu escolhestes). Quando mantém teu amor em sigilo, pecas contra o amor. E pecar contra o amor, não seria, talvez, o maior dentre os pecados?

Anúncios

ComentAnderson

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s