Dos lugares (e bares) que deixaram de existir

Belo dia desses, um amigo meu me telefonou. Não, ninguém havia morrido, ninguém estava doente. Mesmo assim, quando alguém me liga, presumo que é algo urgente. Esse amigo meu e eu convivíamos bastante no ano de 2013 e tínhamos um bar que gostávamos de chamar de nosso no entorno da Rua Augusta: A cerveja era…

Da lua e de quando ela veio me buscar

Durante algumas noites, a lua não tinha aparecido. Quando a lua some, somos privados do brilho da noite e das estrelas. Só estamos verdadeiramente sós quando a lua nos deixa. Com ela, nos sentimos imbatíveis. Volta e meia eu ia para a janela procurar pela lua, como se eu fosse um adolescente esperando pelo sua…

Do meu passado e daquilo que eu fiz com ele

Acho que eu sempre vivi à beira de um colapso nervoso. Sempre gostei de mudar de cidade, de roupas, de mulheres, de famílias, de amigos, mas nunca de hábitos. Acho que de alguma forma eu sempre me vi como um cãozinho vira-lata que de vez em quando era adotado por alguém. Acima de tudo, eu…

Você parece algo que desenhei

Quando bem jovem, eu gostava de desenhar, ainda que não desenhasse muito bem. Rabiscava em todo o canto, experimentando a minha ‘arte’. Ainda que eu não obtivesse sucesso, estimava e valorizava meus rabiscos, com a inocência de uma criança que venerava a capacidade de criar qualquer coisa. O problema é que você não consegue explicar…